American Airlines tem prejuízo de US$ 162 milhões

Segundo a empresa, o crescimento da receita com tarifa no terceiro trimestre não foi suficiente para compensar a alta de 40% no custo do combustível.

Agência Estado,

19 de outubro de 2011 | 17h13

A AMR Corp, holding da American Airlines, registrou prejuízo de US$ 162 milhões, ou US$ 0,48 por ação, no terceiro trimestre, ante um lucro líquido de US$ 143 milhões, ou US$ 0,39 por ação, verificado no mesmo período de 2010, a última vez em que a companhia apresentou ganho. A receita cresceu 9,1% para US$ 6,4 bilhões. Segundo a empresa, o crescimento da receita obtido em parte com aumento de tarifas não foi suficiente para compensar a alta de 40% no custo do combustível.

A AMR, terceira maior companhia aérea dos EUA por tráfego, afirmou que teria despendido US$ 653 milhões a menos se o preço do combustível tivesse permanecido no mesmo nível do terceiro trimestre do ano passado. A AMR também foi negativamente afetada por itens extraordinários no total de US$ 50 milhões, referentes ao hedge de combustível e a perdas em câmbio. Às 15h30, as ações da AMR caíam 3,90% para US$ 2,71 em Nova York.

As informações são da Dow Jones. (Regina Cardeal)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.