Amil diz que 82% das reclamações no Procon-SP foram resolvidas

A empresa ficou em 1º lugar no ranking do Procon-SP de reclamações contra planos de saúde

Gabriela Forlin, da Agência Estado,

27 de julho de 2012 | 11h05

A Amil, que ficou em 1º lugar no ranking do Procon-SP de reclamações contra planos de saúde, informou que 82% das solicitações feitas pelos seus clientes foram "finalizadas positivamente". Em nota, a empresa explica que sobre o ranking realizado pela Fundação Procon-SP, considerando um total de 5,8 milhões de beneficiários, foram direcionadas à Amil 457 reclamações.

"A Amil apoia e defende iniciativas que contribuam positivamente para o aperfeiçoamento do sistema de saúde como um todo e que proporcionam melhorias no acesso e na qualidade do atendimento aos clientes."

A companhia, entretanto, diz lamentar o fato de não ser considerado o número de clientes versus reclamações. O Procon levantou os números com base em todas as Cartas de Informações Preliminares (CIP), "ou seja, as reclamações/solicitações/esclarecimentos direcionados por nossos segurados ao órgão", disse a empresa.

Sobre o tema Garantia de Cobertura, que se refere à RN 259, da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), a Amil informou que foi avaliada estando na melhor "faixa risco". "Embora não tenhamos controle das agendas dos consultórios e clínicas credenciadas, realizamos estudos e pesquisas periódicas de suficiência da rede de referência, oferecendo atendimento em todas as especialidades médicas", garantiu a empresa, ressaltando que "cumpre rigorosamente" as determinações do órgão regulador.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.