Anac dá sinal verde para compra da Webjet pela GOL

Decisão avaliou o aspecto financeiro da operação, ou seja, foi aprovado que a GOL assuma a administração da Webjet; Será preciso obter, ainda, a provação do Cade  

Agência Estado,

20 de setembro de 2011 | 20h26

A compra da empresa aérea Webjet pela GOL foi aprovada hoje em reunião de diretoria colegiada da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Conforme informa a Anac, a decisão desta terça-feira avaliou o aspecto financeiro da operação, ou seja, foi aprovado que a GOL assuma a administração da Webjet.

Esse, no entanto, é apenas o primeiro passo necessário para a aprovação total do negócio. Será preciso obter, ainda, o sinal verde do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). Depois disso, será necessário que o caso retorne à Anac, para que a aquisição seja analisada sob o ponto de vista técnico. Só então, a GOL poderá colocar em prática ações como a extinção da marca Webjet e o uso dos slots (autorizações de voos nos aeroportos para cada empresa aérea) da companhia adquirida.

Pelo acordo fechado no início de julho, a GOL pagará R$ 96 milhões pela Webjet e assumirá dívidas de aproximadamente R$ 215 milhões. O presidente da GOL, Constantino de Oliveira Junior, entretanto, já anunciou que a marca Webjet vai desaparecer após a aquisição da companhia pela GOL. A expectativa da compradora é de que o negócio seja aprovado pelo Cade até o fim do ano que vem. Além de abandonar a marca, a GOL também vai renovar toda a frota da companhia, considerada velha, em até dois anos.

Tudo o que sabemos sobre:
aviaçãoGOLWebjetAvaccompra

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.