Aneel aprova reajuste médio de 37,78% para tarifas da Elektro

A diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta terça-feira reajuste médio de 37,78 por cento nas tarifas da distribuidora paulista Elektro, a ser aplicado a partir de 27 de agosto.

REUTERS

19 de agosto de 2014 | 11h24

Segundo o relator do processo na Aneel, diretor Reive Barros, o que mais impactou o reajuste foram os custos com a compra de energia, como vem acontecendo com outras empresas.

Para os clientes de alta tensão, como as indústrias, o reajuste será de 40,79 por cento, enquanto os de baixa tensão, tais como as residências, pagarão 35,97 por cento a mais.

A Elektro atende cerca de 2,4 milhões de unidades de consumo, principalmente no interior de São Paulo.

(Por Leonardo Goy)

Tudo o que sabemos sobre:
ENERGIAELKTRO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.