Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Anglo ainda estuda vender fatia em mina brasileira

A mineradora Anglo American continua a considerar a possibilidade de venda de uma participação minoritária de seu projeto de minério de ferro, Minas Rio, no Brasil, mas apenas "quando for a hora certa". A companhia investiu US$ 8,8 bilhões no projeto.

Agencia Estado

28 de junho de 2013 | 15h38

A mineradora não comentou nesta sexta-feira, 28, a reportagem da Bloomberg, que dizia que a Anglo American contratou o UBS AG, o Goldman Sachs e o Morgan Stanley para assessorá-la em uma venda. "Nós não comentamos especulações", disse o porta-voz da companhia, James Wyatt-Tilby, ao The Wall Street Journal. "Há algum tempo temos sido muito claros que a inclusão de um investidor minoritário em Minas Rio é algo que poderíamos considerar. Contudo, vamos fazer isso apenas quando for o momento certo", acrescentou. Os três bancos que foram citados na reportagem não fizeram comentários.

Com capacidade para 26,5 milhões de toneladas por ano e produção prevista para começar em fins de 2014, a Minas Rio se tornou problemática para a Anglo devido a altos custos e atrasos. que levaram a mineradora a ter uma perda de US$ 4 bilhões no início deste ano.

O custo de desenvolvimento da mina aumentou de US$ 2,4 bilhões originais para US$ 8,8 bilhões frente a dificuldades na obtenção de licenças ambientais brasileiras e a inflação dos custos.

Além disso, o mercado de minério de ferro está entrando em um período de excesso de oferta, o que colocou um limite sobre os preços, já que o crescimento da demanda na China, o maior consumidor do produto, está enfraquecendo.

De acordo com relato da Bloomberg, a Anglo American está de olho na venda de pelo menos 30% e de até 49,9% da Minas Rio, que está sendo avaliada em cerca de US$ 6 bilhões. No entanto, a participação poderia ser vendida por cerca de US$ 1 bilhão. A reportagem sinaliza que fundos de private equity e empresas asiáticas estão interessadas na aquisição.

Em janeiro, a mineradora anunciou a venda de sua participação de 70% na Zamin Ferrous, operadora de minério de ferro do Amapá. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Anglo Americanparticipaçãovenda

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.