Anglo American estuda projeto de níquel no Pará

A companhia Anglo American está estudando um projeto de mineração de níquel de 60 mil toneladas por ano no norte da Europa, afirmou o diretor financeiro da Anglo American Brasil, Ernesto Hideaki. O projeto Jacaré, no Estado do Pará, poderá custar US$ 5 bilhões para ser desenvolvido, disse Hideaki. Ainda no estágio de estudo de pré-viabilidade, o projeto está sendo priorizado devido a seus enormes recursos de alta qualidade de 500 milhões de toneladas com teor de 1% de níquel. A maior parte do níquel será exportada, visto que o mercado brasileiro é relativamente pequeno, acrescentou o executivo.

CLARISSA MANGUEIRA, Agencia Estado

24 de novembro de 2011 | 10h57

No início deste ano, a Anglo American iniciou a operação de uma fábrica de ferroníquel em Barro Alto, no Estado de Goiás, com capacidade anual de produção de 36 mil toneladas. Se o projeto Jacaré for adiante, sua produção poderá ser embarcada por meio da ferrovia Carajás, da Vale, para a costa do Maranhão para exportação, disse Hideaki. A Anglo American está iniciando o processo para obter licença ambiental para o projeto Jacaré, segundo o executivo. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Anglo AmericanmineraçãoníquelPará

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.