Anglo American nega oferta para parceria em Minas-Rio

A Anglo American nega a existência de propostas para um parceiro no projeto de minério de ferro no Brasil, o Minas-Rio. Segundo o presidente global da empresa, Mark Cutifani, é muito difícil para possíveis parceiros darem um valor adequado ao empreendimento na atual conjuntura.

FERNANDA GUIMARÃES, Agencia Estado

24 de setembro de 2013 | 17h33

Cutifani disse, em entrevista à imprensa nesta terça-feira, 24, estar feliz com o projeto e minimizou os problemas que a instalação da mina já registrou. O executivo acrescentou que o projeto já possui grande parte das licenças ambientais e que o avanço físico da obra está em 74%. Cutifani afirmou que o investimento deverá ficar dentro dos US$ 8,8 bilhões previstos. O primeiro embarque de minério de ferro está previsto para o fim de 2014.

A Anglo havia anunciado anteriormente que avaliava a possibilidade de atrair um parceiro para ajudar a financiar o projeto de minério de ferro Minas-Rio, adquirido em 2008 do empresário Eike Batista.

Cutifani destacou que a companhia não desistiu de encontrar um parceiro, mas sinalizou que isso ainda pode demorar. Segundo ele, o desejo da empresa é encontrar um parceiro que agregue valor ao projeto.

Sobre investimentos no Brasil, o executivo disse que dentro de 3 a 4 anos o País receberá 30% dos aportes da Anglo American. Para o período de 2007 a 2014, a empresa terá investido no Brasil R$ 35 bilhões.

Tudo o que sabemos sobre:
Anglo AmericanMinas-Rio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.