ANP autoriza Bunge a produzir biodiesel em Nova Mutum

A Agência Nacional do Petróleo publicou na edição de hoje do Diário Oficial da União autorização para o início das obras de construção de uma fábrica de biodiesel da Bunge Alimentos em Nova Mutum (250 km ao norte de Cuiabá). A fábrica, que marca a entrada da Bunge no ramo de biodiesel, terá capacidade diária para produção de 413,79 metros cúbicos do biocombustível e será construída ao lado da esmagadora de soja da empresa no município.

VENILSON FERREIRA, Agencia Estado

26 de abril de 2011 | 18h14

Em reunião realizada no início deste ano com o governador de Mato Grosso, Silval Barbosa (PMDB), e o prefeito de Nova Mutum, Lírio Lautenschlager (PMDB), o vice-presidente de Agronegócios da Bunge, Murilo Braz, afirmou que seriam investidos R$ 60 milhões no empreendimento.

Além da fábrica da Bunge, a ANP autorizou neste ano a construção de outras duas plantas: da ADM, em Rondonópolis, e da Bio Óleo, em Cuiabá. Outra fábrica em construção é da Biocamp 2, em Campo Verde, autorizada em setembro do ano passado. Em Mato Grosso existem 23 fábricas de combustível em funcionamento com autorização da ANP, o maior número em todo País.

Segundo dados da ANP, no ano passado a produção mato-grossense de biodiesel foi de 598,1 milhões de litros. O maior produtor foi o Rio Grande do Sul, com 605,9 milhões de litros. A produção brasileira atingiu no ano passado o recorde de 2,937 bilhões de litros, volume 49% superior ao produzido em 2009. A capacidade instalada é de 5,8 bilhões de litros. A soja responde por 80% da matéria-prima utilizada na fabricação do biodiesel, seguida pela gordura bovina e óleo de algodão.

Tudo o que sabemos sobre:
biodieselBungeANPNova Mutum

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.