Após incêndio, Airbus faz pouso de emergência na ilha de Guam

Uma aeronave da companhia aérea australiana Jetstar com 203 passageiros e tripulantes a bordo fez um pouso de emergência na ilha de Guam na quinta-feira (horário local) após início de incêndio na cabine de controle enquanto a aeronave sobrevoava o oceano Pacífico.

REUTERS

10 de junho de 2009 | 20h05

O avião Airbus A330-200 fazia a rota Japão-Austrália na noite de quarta-feira quando, quatro horas após a decolagem, fumaça foi vista no cockpit e a janela direita da cabine de controle pegou fogo, disse a Jetstar.

"Um dos nossos pilotos usou um extintor e conduzimos um pouso de emergência em Guam onde a aeronave pousou sem incidentes", disse o porta-voz da Jetstar, Simon Westaway, a uma rádio australiana. A aeronave pousou na ilha nas primeiras horas de quinta-feira no horário australiano, de acordo com a Jetstar.

Todos os passageiros e tripulantes estavam seguros e ninguém ficou ferido, disse a companhia, acrescentando que o voo era ocupado, em sua maioria, por passageiros japoneses.

A aeronave tem apenas dois anos de uso e permanecerá em Guam até que a causa do incêndio seja esclarecida, disse a Jetstar.

Um modelo Airbus A330 da Air France caiu no Oceano Atlântico durante rota Rio de Janeiro-Paris no dia 31 de maio, matando todas as 228 pessoas a bordo.

A Jetstar é uma unidade da companhia aérea australiana Qantas Airways Ltd.

(Reportagem de Michael Perry)

Tudo o que sabemos sobre:
AEREASAIRBUSPOUSO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.