Luis Henrique Bisol
Luis Henrique Bisol

Após proposta negada, Aliansce reafirma interesse em fusão bilionária com BRMalls

Primeira oferta de acordo entre as administradoras de shoppings propunha fusão de iguais e prêmio em dinheiro de R$ 1,25 bilhão; segundo acionistas da BRMalls, proposta subavalia o negócio

Victoria Netto, O Estado de S.Paulo

17 de janeiro de 2022 | 12h41

A administradora de shoppings Aliansce Sonae reafirmou nesta segunda-feira, 17, a intenção de avançar na negociação para uma fusão bilionária com a BRMalls. Na última sexta-feira, 14, o conselho administrativo da companhia negou a proposta de uma “fusão de iguais”, acordo que previa mais um prêmio em dinheiro de R$ 1,35 bilhão. O motivo da recusa foi uma subavaliação da empresa, segundo a BRMalls.

Em comunicado enviado para a Comissão de Valores Imobiliários (CVM), a Aliansce informou que "permanece determinada em demonstrar o mérito da combinação de negócios ao conselho de administração e aos acionistas da BRMalls". 

Além do prêmio em dinheiro, a proposta inicial previa que os acionistas de cada empresa tivessem 50% do novo grupo. Mas, de acordo com pessoas diretamente envolvidas nas conversas, o negócio foi visto pela BRMalls como uma tentativa de aquisição sem pagamento de prêmio e não como uma fusão. 

Os conselheiros da BRMalls também discordaram que as companhias possam ser consideradas iguais - um argumento é que os seus shoppings têm desempenho operacional melhor. A proposta data de 4 de janeiro. Na ocasião, a Aliansce Sonae tinha um valor de mercado de R$ 5,4 bilhões, enquanto a BRMalls era negociada a R$ 6,9 bilhões

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.