Após recuar em abril, IGP-DI de maio fica em 0,32%

O resultado ficou acima do intervalo das projeções do mercado financeiro

Vinicius Neder, da Agência Estado,

06 de junho de 2013 | 09h29

RIO - A inflação medida pelo Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna (IGP-DI) avançou 0,32% em maio, após recuar 0,06% em abril, informou há pouco a Fundação Getúlio Vargas (FGV). O resultado ficou acima do intervalo das projeções do mercado financeiro, que esperavam taxas entre 0,05% e 0,30% (mediana de 0,17%), conforme levantamento feito pelo AE Projeções. Até o mês passado, o IGP-DI acumula altas de 6,20% nos últimos 12 meses e de 1,08% no ano.

A FGV informou também os resultados dos três indicadores que compõem o IGP-DI. O IPA-DI, que representa o atacado, ficou em +0,01% no mês passado, após registrar variação negativa de -0,39% em abril. Por sua vez, o IPC-DI, que apura a evolução de preços no varejo, cresceu 0,32% em maio, em comparação com a alta de 0,52% em abril. Já o INCC-DI, que mensura o impacto de preços na construção civil, apresentou elevação de 2,25% no mês passado, em comparação com a taxa positiva de 0,74% em abril.

O período de coleta de preços para o IGP-DI de abril foi do dia 1º a 31 do mês passado. Às 11 horas, a FGV concederá coletiva de imprensa sobre o indicador.

Alimentos

As despesas com alimentação foram as principais responsáveis pela desaceleração do IPC-DI, que apura a evolução de preços no varejo dentro do IGP-DI. Cinco das oito classes de despesa componentes do IPC apresentaram decréscimo em suas taxas de variação, na passagem de abril para maio.

O IGP-DI avançou 0,32% em maio, após recuar 0,06% em abril, mas o IPC registrou alta de 0,32% em maio, ante avanço de 0,52% em abril. Segundo a FGV, a contribuição de maior magnitude para o recuo da taxa do índice partiu do grupo Alimentação (passando de 0,95% para 0,36%). Nesse grupo, o destaque foi o comportamento do item "hortaliças e legumes", cuja taxa passou de 5,48% para -2,71%. A FGV concede coletiva de imprensa sobre o indicador às 11 horas no Rio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.