Apple inicia venda dos novos iPhones e ações têm alta

As ações da Apple registram alta de 0,66%, aos US$ 475,42, segundo cotação das 11h20 (de Brasília) nesta sexta-feira, 20, dia em que os dois novos iPhones da empresa começam a ser vendidos ao redor do mundo. Esta é a primeira vez que a companhia lança um modelo de baixo custo, o iPhone 5C.

Agencia Estado

20 de setembro de 2013 | 11h44

Há um ano, os papéis da empresa atingiram a cotação recorde, batendo em US$ 705, mas desde então, com as vendas mais fracas que o esperado do iPhone 5, os preços vêm caindo e esta semana chegaram ao patamar de US$ 470.

Pela primeira vez, a China fará parte do lançamento dos iPhones, mas alguns analistas consideram que o preço do modelo de baixo custo ainda é muito alto. O iPhone 5S será vendido a US$ 199 com um contrato de dois anos, ou US$ 649 sem ele, enquanto o iPhone 5C custará US$ 99 com o contrato e US$ 549 sem ele. "Acho o preço do 5C muito alto, considerando que deveria ser a versão de baixo custo", disse Aaron Taylor, um consultor de TI que vive em Sydney. Até o fim do ano a empresa planeja vender os novos modelos em 100 países.

O modelo será vendido em várias cores e, segundo uma pessoa com conhecimento do assunto, a procura pela versão dourada na China e em Hong Kong está tão forte que a Apple já pediu a seus fornecedores para aumentar a produção desses aparelhos. Um porta-voz da empresa não quis comentar o assunto.

Para o analista da Piper Jaffray Gene Munster, a Apple deve vender até 6 milhões de unidades durante o fim de semana, superando o recorde anterior de 5 milhões de unidades durante o lançamento do ano passado. Nesta sexta havia relatos de filas em frente às lojas da Apple em várias capitais do mundo. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
iPhone 5cApple

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.