JOSH EDELSON/AFP
JOSH EDELSON/AFP

Apple vai construir usinas solares na China e utilizar mais energia renovável

Ação acontece num momento em que a companhia vem recebendo críticas de que seus parceiros chineses são grandes poluidores

O ESTADO DE S. PAULO

22 de outubro de 2015 | 18h53

A Apple vai construir usinas solares em um total de 200 megawatts na China e trabalhar com fornecedores locais para utilizarem mais fontes renováveis de energia, em meio a críticas de que seus parceiros chineses são grandes poluidores.

Além das usinas solares, a companhia norte-americana afirmou que lançará iniciativa para guiar seus parceiros de manufatura a serem mais eficientes no consumo de energia e a usarem fontes limpas em suas operações de manufatura.

A Apple afirmou que os projetos solares vão produzir energia suficiente para serem utilizadas por 265 mil lares chineses durante um ano.

A companhia afirma agora que suas operações na China são neutras na emissão de carbono porque as instalações solares produzem mais energia do que é utilizado em seus escritórios e lojas de varejo na China.

Mais conteúdo sobre:
Appleenergia solar

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.