Arábia Saudita prevê queda nas receitas e cortes de gastos em 2012

Orçamento do país para o próximo ano soma S$ 187 bilhões

Álvaro Campos, da Agência Estado,

26 de dezembro de 2011 | 15h04

RIAD - A Arábia Saudita revelou nesta segunda-feira, 26, o projeto do orçamento para 2012, que totaliza US$ 187 bilhões, e inclui reduções nas projeções de receita e cortes nos gastos públicos. Essas medidas devem permitir que o país, maior produtor de petróleo do mundo, tenha um superávit de quase US$ 3 bilhões.

Segundo o orçamento apresentado pelo Ministério de Finanças, as receitas devem totalizar 702 bilhões de rials (US$ 187 bilhões) em 2012, enquanto os gastos devem somar 690 bilhões de rials, volume 16,5% menor do que o de 2011. O superávit este ano deve ser de 306 bilhões de rials (US$ 69,7 bilhões).

Mais cedo este ano, enquanto uma onda de protestos populares revirava o mundo árabe, o rei Abdullah anunciou um plano de gastos de quase US$ 130 bilhões, beneficiando principalmente as camadas mais pobres da população. Os fundos foram destinados para a construção de centenas de moradias, além da criação de empregos, aumentos de salários e benefícios para desempregados.

Em 2011, as receitas do país totalizaram 1,1 trilhão de rials, enquanto as despesas ficaram em 804 bilhões de rials, quase 224 bilhões de rials acima do previsto. As receitas foram impulsionadas pela alta nos preços do petróleo e o aumento da produção da commodity no país. A expansão do PIB este ano deve ficar em 6,8%.

As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
arabia sauditaorçamento2012

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.