Arcelor quer crescer no setor de aço do Brasil

A ArcelorMittal, a maior siderúrgica do mundo, informou hoje que planeja explorar novas oportunidades de crescimento no setor de aço no Brasil e também mudar sua estratégia para entrar no mercado siderúrgico da Índia, onde a demanda está prevista para triplicar na próxima década. "Os mercados emergentes continuam a oferecer o melhor potencial de crescimento orgânico para a ArcelorMittal", afirmou o diretor financeiro da companhia, Aditya Mittal.

CLARISSA MANGUEIRA, Agencia Estado

16 de setembro de 2010 | 13h30

A companhia citou dados de que o Brasil poderia ser tornar a sétima maior economia do mundo em 2011 e apontou para o desenvolvimento da infraestrutura nos setores de aço e construção no País, necessários para a Copa do Mundo de 2014 e para as Olimpíadas de 2016. Os projetos da ArcelorMittal no Brasil correspondem, no momento, por 34% da produção de aço do País. A empresa está promovendo atualmente a expansão do projeto Monlevade, que aumentará a produção para 2,4 milhões de toneladas por ano, de 1,2 milhão de toneladas por ano, a um custo de R$ 2,6 bilhões.

A siderúrgica também está estudando aumentar a produção em sua fábrica de Cariacica, no Estado do Espírito Santo, para 800 mil toneladas por ano em 2010, de 600 mil toneladas por ano, e na fábrica de Juiz de Fora, em Minas Gerais, para 2,2 milhões de toneladas por ano em 2013, de 1 milhão de toneladas por ano.

Na Índia, a ArcelorMittal está agora buscando acesso ao mercado por meio da construção de projetos menores de 1,5 milhão de toneladas a 3 milhões de toneladas. A companhia também centrará foco em regiões onde é mais fácil obter o acesso à terra. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.