ArcelorMittal pede ampliação de prazo para venda de usina

A ArcelorMittal, a maior companhiasiderúrgica do mundo, disse nesta sexta-feira ter encaminhadodocumentos a órgãos reguladores para que tenha mais tempo paraterminar as negociações da venda de sua usina de Sparrows Pointno Estado norte-americano de Maryland. O Departamento de Justiça dos Estados Unidos informou aArcelorMittal que não se opõe à medida, relatou a siderúrgicaem um comunicado. A companhia, que recebeu ordem do Departamento de Justiçapara vender a usina após a Mittal ter comprado a Arcelor,informou ter pedido, nesta sexta-feira, que o prazo sejaestendido até 6 de agosto. "Nós continuamos a trabalhar junto ao DOJ através de todasas fases do processo de desapossamento", disse a nota. A companhia rejeitou entrar em detalhes sobre o processo devenda, começado após a agência anti-truste dos EUA ter ordenadoa venda da unidade em fevereiro. A ArcelorMittal exigiu várias extensões de prazo durante osúltimos meses para conseguir melhores negociações. Entre as companhias que expressaram interesse nos ativosestá a Esmark, que ganhou o controle da Wheeling-Pittsburgh edeve assumir a companhia neste verão. (Por Caroline Humer)

REUTERS

20 de julho de 2007 | 15h34

Tudo o que sabemos sobre:
NEGOCIOSSIDERURGIAARCELORMITTAL

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.