ArcelorMittal pode cortar 10 mil empregos, diz jornal

A ArcelorMittal, maior grupo siderúrgico do mundo, pode cortar 10 mil empregos no mundo no próximo ano para ampliar produtividade e reduzir despesas gerais em cerca de 500 milhões de dólares, publicou o jornal francês Les Echos, nesta segunda-feira.

REUTERS

14 de dezembro de 2009 | 07h30

A companhia, que atualmente emprega 285.300 pessoas, quer retomar participação de mercado perdida e tem como meta fazer despesas gerais representarem menos que 3,5 por cento na receita, segundo o diário, que citou representantes sindicais que participaram de reunião de trabalhadores europeus realizada em 9 e 10 de dezembro.

(Por Dominique Vidalon)

Tudo o que sabemos sobre:
SIDERURGIAARCELORMITTALEMPREGOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.