ArcelorMittal reduz participação em Mary River

A ArcelorMittal está reduzindo sua participação em Mary River, um grande projeto de minério de ferro no Ártico canadense, que custará 4 bilhões de dólares canadenses. A empresa disse ter concordado em ceder uma parte de sua participação de 70% no projeto em Baffin Island à sua parceira Nunavut Iron Ore. Com o negócio, as duas companhias terão participações iguais na Baffinland Iron Mines Corp., que controla a mina.

CLARISSA MANGUEIRA, Agencia Estado

14 de dezembro de 2012 | 09h17

"A ArcelorMittal e a Nunavut Iron Ore fecharam um acordo no qual a Nunavut aumentará sua participação na Baffinland Iron Mines Corporation de 30% para 50%", afirmou a ArcelorMittal em comunicado. Sob os termos do acordo, a Nunavut aumentará também sua participação do financiamento para o desenvolvimento do projeto de minério de ferro Mary River da Baffinland.

Com produção anual de 18 milhões de toneladas e rota marítima direta para transportar a commodity, o Mary River será capaz de abastecer toada as necessidades da Europa, superando potencialmente produtores de minério de ferro, como a Vale e a BHP Billiton.

A mina recebeu aprovação do governo federal no início da próxima semana e a construção do projeto poderá começar já em julho. A mina poderá iniciar produção em 2017. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
ArcelorMittalMary Riverparticipação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.