Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Argentina pede investimentos de Petrobras e Repsol

O presidente argentino, NéstorKirchner, pediu na quarta-feira que a Petrobras e a espanholaRepsol-YPF façam maiores investimentos no país para ajudar aconsolidar o crescimento da economia e evitar problemasenergéticos. Em discurso para empresários do setor de construção,Kirchner disse que "não é preciso dramatizar" a questãoenergética e que a presidente eleita, sua mulher CristinaFernández de Kirchner, trará uma "bateria de medidas" parasolucionar os inconvenientes gerados pelo crescimentoeconômico. "A Petrobras tem que investir muito mais, tem queprospectar muito mais, porque é uma empresa do Estadobrasileiro", disse Kirchner em meio a uma defesa de sua gestãohá duas semanas de entregar o poder. "E a outra empresa que também tem que assumir os desafiosda etapa e da época neste tema..., e esperamos que o faça, é aempresa Repsol", acrescentou. Kirchner entregará a Presidência para Cristina no dia 10 dedezembro após acumular um crescimento médio anual de 8 porcento desde 2003. O crescimento firme da demanda, no entanto, superou aoferta em alguns momentos, o que levou o governo argentino acortar o abastecimento para as indústrias e restringir asexportações no setor para evitar problemas para os usuáriosresidenciais. "Nós necessitamos que estas empresas (Petrobras eRepsol-YPF) invistam e funcionem, porque estão lidando com umrecurso que é central e fundamental para os argentinos, que é onosso recurso energético", disse. (Por Jorge Otaola)

REUTERS

28 de novembro de 2007 | 23h02

Tudo o que sabemos sobre:
ENERGIAARGENTINAINVESTIMENTO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.