Arroz: produtores e indústria fecham acordo para contrato privado

Porto Alegre, 27 - Os produtores e indústrias de arroz do Rio Grande do Sul fecharam um acordo hoje para o lançamento de contratos privados de opção, informou o presidente da Federação das Associações de Arrozeiros do Estado (Federarroz), Valter Pötter. O objetivo é comercializar 500 mil toneladas nesta modalidade, dos estoques da safra 2003/04. Além deste volume, os arrozeiros irão reivindicar o lançamento de contratos públicos de opção para negociar 500 mil toneladas da próxima safra, informou o dirigente. Na próxima semana, haverá a segunda reunião da Câmara Setorial do Arroz, em Brasília, quando as questões técnicas relacionadas ao contrato privado deverão ser finalizadas, estimou Pötter. O dirigente observou que faltava um acordo da cadeia produtiva para colocar em operação o novo instrumento, que já está regulamentado. Conforme ele, os produtores estão otimistas com o reflexo do mecanismo no mercado. Pelo contrato privado, a indústria irá adquirir produto ao preço de mercado no momento do leilão. O governo pagará a diferença entre o mínimo e a cotação de mercado. Os arrozeiros esperam que o mecanismo esteja disponível em novembro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.