Arroz: produtores suspendem bloqueio de rodovia no RS

Porto Alegre, 20 - Os produtores de arroz liberaram na tarde de hoje a passagem de caminhões carregados de arroz uruguaio na BR-153, em Aceguá, na fronteira sul do Brasil. Eles decidiram encerrar o protesto porque consideraram que o objetivo da manifestação, iniciada ontem de manhã, estava cumprido. "Conseguimos chamar a atenção do governo federal para nossa necessidade", explicou o presidente da Associação dos Arrozeiros de Bagé, Ricardo Zago. Os agricultores querem que o Brasil suspenda a entrada de arroz do Uruguai e Argentina. Alegam que o País atingiu a auto-suficiência na produção de arroz, com 11 milhões de toneladas por ano, e que é hora de os parceiros do Mercosul buscarem outros mercados. Também reclamam dos custos maiores no Brasil, determinado pela existência de mais taxas e impostos e pelo preço de adubos e fertilizantes superior ao praticado no Uruguai e Argentina. Os 11 caminhões que estavam parados seguiram viagem logo depois do encerramento do protesto dos arrozeiros. Em Jaguarão, também na fronteira com o Uruguai, e São Borja e Itaqui, na fronteira com a Argentina, os produtores não voltaram a bloquear rodovias e pontes como haviam feito na terça-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.