Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Assessor de Obama defende fim de benefício fiscal para ricos

Prorrogação é defendida pelos Republicanos e por alguns membros do Partido Democrata

Renato Martins, da Agência Estado,

31 de agosto de 2010 | 16h18

O vice-diretor do Conselho Econômico Nacional dos EUA, Jason Furman, disse que o país não tem como arcar com a prorrogação dos cortes de impostos para os mais ricos, que expira no fim deste ano. A prorrogação é defendida pelo Partido Republicano, de oposição, e conta com o apoio de alguns políticos do Partido Democrata, do presidente Barack Obama.

"Existe a preocupação de que se esses cortes de impostos forem prorrogados, mesmo que apenas por um ano, isso seja como uma cunha para uma prorrogação maior", afirmou Furman durante conferência promovida pelo Centro para o Progresso Americano. Ele também defendeu uma prorrogação dos benefícios fiscais para famílias de baixa renda incluídos no pacote de estímulo à recuperação econômica adotado em 2009. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.