Atividade industrial sobe, mas acumula pior queda desde 2003

Alta com ajuste foi de 2% em relação a junho, mas de janeiro a julho deste ano índice caiu 12,8%

Anne Warth, da Agência Estado,

27 de agosto de 2009 | 12h14

O Indicador de Nível de Atividade (INA) da indústria paulista subiu 2% em julho, na comparação com junho, com ajuste sazonal, segundo dados divulgados nesta quinta-feira, 27, pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

 

No cálculo sem ajuste sazonal, a atividade aumentou 4%, o que corresponde ao melhor resultado para o mês desde 2003, quando o INA subiu 5%. Na comparação com julho de 2008, o indicador caiu 9,4%. No acumulado de janeiro a julho deste ano, o nível de atividade acumula queda de 12,8%, o pior resultado para o período desde o início da série em 2003. No acumulado de 12 meses, o INA aponta queda de 7,9%.

 

A Fiesp revisou em alta os resultados do INA do mês de junho, ante maio. No cálculo com ajuste sazonal, o resultado foi de aumento de 2,7%, ante o desempenho original de 2%. No cálculo sem ajuste, a Fiesp revisou o aumento de 0,4% para 1,4%.

 

O Nível de Utilização da Capacidade Instalada (Nuci) subiu para 81,6% em julho, de 80,6% em junho, sem ajuste. Com ajuste, o Nuci subiu para 81,1% ante 80%.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.