Atividades são retomadas no canteiro de obras Belo Monte

Cerca de 100 trabalhadores do canteiro da usina teriam aderido a manifestações ontem 'por questões de segurança', segundo as construtoras

Reuters

30 de novembro de 2011 | 16h07

As obras da usina hidrelétrica Belo Monte foram retomadas nesta quarta-feira, após a paralisação diante do protesto de trabalhadores que reivindicavam melhores condições de trabalho.

Os trabalhadores apresentaram as suas reivindicações na reunião realizada no final da tarde de terça-feira, informou a assessoria do Consórcio Construtor Belo Monte (CCBM), grupo de 10 construtoras lideradas pela Andrade Gutierrez e contratadas pela Norte Energia para realizar a construção do empreendimento.

A parada das obras não comprometeu o cronograma da construção da usina, segundo o consórcio.

Cerca de 100 trabalhadores do canteiro de Belo Monte teriam aderido às manifestações que levaram à paralisação das obras "por questões de segurança", segundo as construtoras.

Atualmente, cerca de 4 mil trabalhadores estão nos canteiros da hidrelétrica de Belo Monte, obra de 11.233 megawatts (MW) que está sendo construída no rio Xingu, no Pará.

A Norte Energia é a empresa responsável pela operação do empreendimento, no qual Eletrobras e subsidiárias têm 49,9% de participação. Cemig e Light são outras companhias que têm fatia conjunta no empreendimento de perto de 10%.

(Reportagem de Anna Flávia Rochas)

Tudo o que sabemos sobre:
Belo Montehidrelétricaenergia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.