ATUALIZA 1-Cemig pode consolidar ativos de transmissão na Taesa

A Cemig está estudando a "eventual consolidação de seus investimentos no segmento de transmissão de energia elétrica", em sua subsidiária Taesa, informou a empresa controlada pelo governo mineiro nesta segunda-feira.

REUTERS

26 de março de 2012 | 19h24

A operação se daria por meio de transferência à Taesa da totalidade da participação acionária em seis empresas de transmissão, de acordo com comunicado da empresa ao mercado.

As empresas envolvidas são a Empresa Catarinense de Transmissão de Energia (ECTE), Empresa Regional de Transmissão de Energia (ERTE), Empresa Norte de Transmissão de Energia (ENTE), Empresa Paranaense de Transmissão de Energia (ETEP), Empresa Amazonense de Transmissão de Energia (EATE) e Empresa Brasileira de Transmissão de Energia (EBTE).

A Taesa é a subsidiária de transmissão de energia da estatal mineira, formada a partir da aquisição dos ativos brasileiros da transmissora italiana Terna.

A Taesa anunciou no ano passado a aquisição de 50 por cento de participação em quatro ativos de transmissão brasileiros da espanhola Abengoa, e em meados deste mês concluiu a compra dos 50 por cento restantes .

(Por Fábio Couto; Edição de Aluísio Alves)

Tudo o que sabemos sobre:
ENERGIACEMIGTAESA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.