Lucas Lacaz Ruiz
Lucas Lacaz Ruiz

Autopeça ameaça demitir 1,2 mil funcionários

Na segunda, a Volks suspendeu contrato com a Keiper após 120 dias de linhas paradas por falta de peças

Cleide Silva, O Estado de S.Paulo

12 de agosto de 2016 | 22h11

O grupo Prevent, dono da fabricante de autopeças Keiper, informou que pode fechar duas fábricas e demitir cerca de 1,2 mil trabalhadores por causa da decisão da Volkswagen de suspender o contrato de fornecimento com a empresa, anunciado na segunda-feira.

Em nota distribuída nesta sexta-feira, 12, a empresa disse esperar que a montadora reveja sua decisão. A Keiper alega que 85% da produção das fábricas de Mauá e Araçariguama, ambas em São Paulo, são destinadas à Volkswagen e, sem seu maior contrato, sequer consegue “garantir todos os diretos dos colaboradores, pois as condições a arcar com as verbas rescisórias em caso de encerramento das atividades não existem nesse momento.”

Também nesta sexta-feira, ocorreu uma reunião na Delegacia Regional do Trabalho de Santo André com representantes da empresa e do Sindicato dos Metalúrgicos de Santo André e Mauá. Segundo o diretor da entidade, Adilson Torres dos Santos, o delegado regional Hélcio Ceccheto Filho vai tentar agendar encontro com a Volkswagen na próxima semana par buscar uma conciliação.

O grupo Prevent tem cinco fábricas no País e produz, entre outros itens, bancos, estruturas e peças estampadas. Desde o ano passado, trava uma briga comercial por reajuste de preços com a Volkswagen que já levou à suspensão da produção nas três fábricas da montadora no País por 120 dias. Mais de 100 mil carros deixaram de ser produzidos porque os componentes não foram entregues.

A partir de segunda-feira, 11 mil trabalhadores das quatro unidades da Volks no País terão férias coletivas de 20 a 30 dias até que ela possa recuperar ferramental de sua propriedade que está com a Keiper e entregá-lo a novo fornecedor. As fábricas já estão sem produzir há duas semanas. A Volks recorreu à Justiça para retirar o maquinário, mas ainda aguarda decisão sobre. A Fiat também teve problemas de abastecimento com empresas do mesmo grupo, mas as partes se entenderam.

Tudo o que sabemos sobre:
São PauloVolkswagenJustiçaFiat

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.