Carlos Garcia Rawlins/Reuters
Carlos Garcia Rawlins/Reuters

Avianca Brasil vai devolver mais oito aeronaves a partir de segunda-feira

Com a saída de mais esses aviões, a Anac determinou que a Avianca não venda bilhetes nas rotas afetadas; mais de 300 voos já foram cancelados

Fernando Nakagawa, O Estado de S.Paulo

17 de abril de 2019 | 17h47

A Avianca Brasil devolverá mais oito aviões a partir de segunda-feira, 22, após o feriado da Páscoa. A devolução foi acertada entre a companhia aérea e a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Serão sete aviões de propriedade da Gecas e uma aeronave da empresa de leasing PK.

Avianca, Anac e arrendadoras ainda negociam o calendário para que a devolução ocorra de forma escalonada para minimizar o impacto na operação da aérea.

Nas negociações, a Anac determinou que, com a saída das novas aeronaves, a Avianca ajuste a malha aérea, informe passageiros e ainda atualize o sistema de vendas de passagens para impedir a comercialização de bilhetes em rotas que não serão mais operadas.

A devolução é um novo golpe no esforço da Avianca em tentar contornar as dificuldades financeiras. Na semana passada, a empresa já havia iniciado a devolução de dez aviões, o que acarretou no cancelamento de mais de 300 voos - inclusive vários do período do feriado. A lista dos voos cancelados é atualizada pela companhia na página da empresa na internet.

Mais conteúdo sobre:
Avianca

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.