Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

Estamos confiantes de que nosso plano é o melhor para os credores da Latam, diz Azul

Latam está em processo de recuperação judicial nos Estados Unidos desde o ano passado, e a Azul está se movimentando para tentar comprar o controle da rival chilena

Juliana Estigarríbia, O Estado de S.Paulo

06 de dezembro de 2021 | 19h00

O CEO da Azul, John Rodgerson, voltou a falar nesta segunda-feira sobre o plano apresentado pela Latam a credores no âmbito do Chapter 11 nos Estados Unidos, equivalente à recuperação judicial do Brasil. “Estamos confiantes que nosso plano é o melhor (para credores da Latam). Vocês vão ouvir muito barulho nos próximos meses (sobre o plano), deixaremos os credores virem até nós”, afirmou durante o evento Azul Day para investidores. 

A Azul apresentou confidencialmente em 11 de novembro de 2021, juntamente com alguns credores da Latam, uma proposta não-vinculante referente a uma combinação de negócios, mas recuou após a Latam apresentar um plano de reorganização que prevê injeção de US$ 8,19 bilhões, acima dos US$ 5 bilhões previstos na proposta da Azul.

A Latam enfrenta o processo de Chapter 11 desde o ano passado e, paralelamente, a Azul iniciou investidas para comprar o controle da rival chilena.

No evento para investidores, Rodgerson elogiou o trabalho desenvolvido pelo Ministério da Infraestrutura para promover leilões de aeroportos, em especial a 7ª rodada no ano que vem. Essa rodada deve aumentar a capacidade de terminais importantes como Congonhas (SP), onde a empresa vê oportunidades para aumentar as decolagens.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.