Amanda Perobelli/Reuters
Amanda Perobelli/Reuters

BB renegocia R$ 150 milhões em dívidas de pequenos negócios em campanha com o Sebrae

Segundo o banco, a procura por renegociação em canais digitais do BB aumentou cerca de 200% durante a campanha, iniciada em 3 de junho

Thaís Barcellos, O Estado de S.Paulo

11 de junho de 2022 | 14h20

O Banco do Brasil já renegociou dívidas em atraso de 6 mil pequenos empresários e microempreendedores individuais (MEIs) na primeira semana da Campanha Nacional de Renegociação de Dívidas, promovida pelo Sebrae Nacional. Em valores, as renegociações são da ordem de R$ 150 milhões nas contas do BB.

Segundo o banco, a procura por renegociação em canais digitais do BB aumentou cerca de 200% durante a campanha, iniciada em 3 de junho.

O objetivo da mobilização é apoiar micro e pequenos negócios que tenham empréstimos com parcelas em atraso vinculados ao Fundo de Aval do Sebrae (Fampe), fundo garantidor com aval do Sebrae para operações de crédito de pequenos negócios. Podem ser também reavaliados outros empréstimos e financiamentos eventualmente em atraso

Até o fim de junho, o BB vai renegociar as parcelas de negócios com faturamento bruto anual abaixo de R$ 4,8 milhões e dívidas vencidas há mais de 15 dias. O saldo devedor pode ser renegociado em até 96 meses, com taxas a partir de TR + 1% ao mês. O banco também oferece rebate de até 92% para dívidas vencidas há mais de 60 dias.

Além do BB, participam da Campanha Nacional de Renegociação de Dívidas a Caixa, o Banco Original, Serasa, Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG) e outras instituições de fomento.

Tudo o que sabemos sobre:
Banco do BrasilSebraeSerasa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.