Reuters
Reuters

Banco do Brasil vai vender participação na Neoenergia até junho

Segundo o presidente do banco, Rubem Novaes, a saída vai ocorrer por meio da abertura de capital da Neoenergia

Aline Bronzati, O Estado de S.Paulo

02 de abril de 2019 | 20h00

O presidente do Banco do Brasil, Rubem Novaes, afirmou que já está acertado o primeiro desinvestimento de sua gestão que será a Neoenergia por meio de uma oferta de ações (IPO, na sigla em inglês) no primeiro semestre.

Os bancos, inclusive, já foram contratados, conforme ele são: o próprio Banco do Brasil, o Bank of America Merrill Lynch (BofA) e o JPMorgan.

"Já está acertado com os sócios da Neoenergia. O IPO será no primeiro semestre se Deus quiser", destacou Novaes, a jornalistas, durante a sexta edição do Bradesco BBI Brazil Investment Forum, que acontece entre hoje e amanhã, em São Paulo.

Sobre parcerias do BB com outras instituições, ele voltou a falar que não há pressa uma vez que essas tratativas são complexas e trabalhosas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.