Banco Mundial anuncia créditos para Egito e Tunísia

Banco Mundial anunciou que vai prover US$ 4,5 bilhões em créditos para o Egito e US$ 1,5 bilhão em créditos para a Tunísia, por dois anos

Renato Martins, da Agência Estado,

24 de maio de 2011 | 14h29

O Banco Mundial anunciou que vai prover US$ 4,5 bilhões em créditos para o Egito e US$ 1,5 bilhão em créditos para a Tunísia, por dois anos, para ajudar esses países a estabilizarem suas economias e a reformarem a governança, depois das revoluções ocorridas no começo deste ano.

O Banco Mundial também rebaixou sua projeção de crescimento para as economias do Oriente Médio e o Norte da África neste ano para 3,6%; a previsão anterior era uma expansão de 5%. O rebaixamento foi atribuído à contração na atividade econômica no Egito e na Tunísia e à expectativa de um crescimento menor nos países produtores de petróleo da região.

O presidente do Banco Mundial, Robert Zoellick, disse a jornalistas que "as novas projeções destacam não apenas a necessidade de apoio financeiro para a região, como também o caráter crucial de políticas saudáveis. Dinheiro, por si mesmo, não é a resposta". As informações são da Dow Jones. 

Tudo o que sabemos sobre:
Banco MundialEgitocréditoTunísia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.