Banco Pine fecha subscrição de ações com Proparco

O Banco Pine, seu acionista controlador e o Proparco - Societe de Promotion et de Participation Pour La Cooperation Economique celebraram um contrato de subscrição de ações, que estabelece os termos e condições para a realização, pelo Proparco, de aporte de capital no banco. De acordo com o contrato, o Proparco subscreverá ações preferenciais de emissão do Pine em montante equivalente em reais a até 10 milhões de euros, ao preço unitário de R$ 14,28. A operação entre as duas instituições havia sido anunciada em agosto.

AE, Agencia Estado

21 de novembro de 2012 | 09h57

O negócio será conduzido por meio de um aumento de capital social por subscrição privada a ser aprovado pelo Conselho de Administração do Pine e posteriormente submetido à homologação pelo Banco Central. Para este fim, o acionista controlador do Pine irá ceder parcial e proporcionalmente ao Proparco seu direito de preferência com relação à emissão privada de ações preferenciais acima mencionada, sendo assegurado o direito de preferência aos demais acionistas do banco.

"A operação acima mencionada fortalece ainda mais a estrutura de capital do Pine e faz com que o banco possa continuar a expandir as suas atividades de forma sustentável", afirmou o banco nesta quarta-feira, por meio de comunicado.

De acordo com o Pine, o Proparco está entre as maiores instituições de desenvolvimento financeiro da Europa. É administrado pela Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD) e outros investidores de economias desenvolvidas, emergentes e em desenvolvimento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.