Bancos da Grécia tiveram € 10 bi em saques em maio e junho

 Segundo um jornal local, parte dos recursos sacados foram transferidos para o Chipre

Danielle Chaves, da Agência Estado,

30 de junho de 2011 | 08h46

Os depositantes retiraram 10 bilhões de euros dos bancos da Grécia em maio e junho, segundo informações de um jornal local, à medida que as preocupações com uma declaração de default sobre a dívida do governo se intensificaram.

Citando fontes de bancos, o jornal Kathimerini disse que parte dos recursos sacados foram transferidos para o Chipre, onde os depósitos bancários aumentaram 2,1 bilhões de euros em maio.

O Banco da Grécia ainda não divulgou os dados sobre depósitos de maio. Em abril, os depósitos mantidos nos bancos por empresas e pessoas físicas gregas caíram 1,2% na comparação com março, para 196,76 bilhões de euros, estendendo uma contração que agora dura quase dois anos.

Com os receios sobre a Grécia se intensificando antes das importantes votações do Parlamento grego nesta semana, houve especulação de que os gregos estariam sacando seus depósitos ou comprando ouro.

Em 27 de junho a agência de classificação de risco Moody's afirmou que os bancos gregos haviam perdido cerca de 8% dos depósitos desde o começo do ano. Analistas dizem que os dados de maio podem refletir também saques feitos pelo Estado grego para honrar cerca de 9 bilhões de euros em bônus que venceram naquele mês. As informações são da Dow Jones. 

Tudo o que sabemos sobre:
Gréciabancos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.