Bancos e seguradoras dão impulso a Wall Street

As bolsas de valores dos EstadosUnidos fecharam em alta nesta quinta-feira, depois que oMerrill Lynch manteve seus dividendos, em um sinal de quediminuiu a pressão sobre os bancos. O índice Dow Jones, referência da bolsa de Nova York,avançou 0,67 por cento, para 12.848 pontos. O termômetro de tecnologia Nasdaq subiu 0,99 por cento,para o maior fechamento desde o começo de janeiro, a 2.428pontos. O índice Standard & Poor's 500 teve valorização de 0,64por cento, a 1.388 pontos. O otimismo com o futuro dos bancos alcançou as ações deseguradoras, depois que a Travelers, uma das maiores empresasde seguro de propriedade dos Estados Unidos, elevou a previsãode lucros. As ações da AIG, líder de mercado e componente do DowJones, subiram 7,1 por cento. Novos dados também ajudaram a diminuir a preocupação com aeconomia. Houve menos pedidos de auxílio-desemprego na semanapassada, e uma medida do apetite das companhias porinvestimento veio maior do que o esperado. "O consenso cada vez maior é de que o pior já passou nosetor financeiro e na economia como um todo. As pessoas estãoquerendo assumir mais riscos com o aumento da exposição aações. Pudemos ver isso na alta de hoje", disse Michael James,operador do banco regional de investimento Wedbush Morgan, emLos Angeles. Comentários positivos de corretoras sobre a Apple tambémrenovaram o ânimo do mercado. As ações da empresa, que anunciouresultados na quarta-feira, subiram 3,7 por cento. (Reportagem de Caroline Valetkevitch)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.