Bankia passa de prejuízo a lucro no 1.º semestre

O Bankia registrou um lucro no primeiro semestre deste ano, enquanto os bancos Sabadell e Bankinter também reportaram resultados melhores, alimentando esperanças de que os bancos espanhóis podem finalmente estar se estabilizando após serem atingidos durante anos por uma intensa crise econômica. Às 8h20 (de Brasília) desta quinta-feira, as ações do Bankia subiam 0,76%, as da Sabadell recuavam 165%, e as do Bankinter subiam 0,62% na Bolsa de Madri.

AE, Agencia Estado

25 de julho de 2013 | 08h53

O Bankia, o quarto maior banco da Espanha em termos de valor de mercado, disse que registrou um lucro de 192 milhão de euros (US$ 253,4 milhões) no primeiro semestre deste ano. O banco sofreu o maior prejuízo corporativo já registrado no país no ano passado, quando sua quase falência desencadeou temores de que a quarta maior economia da zona do euro poderia precisar de um pacote de socorro internacional. O banco não publicou dados compráveis, tendo corrigido os resultados do ano passado.

O Sabadell, a sexta maior instituição de crédito do país em termos de valor de mercado, disse que seu lucro subiu 37% no primeiro semestre, para 123,42 milhões de euros, ajudado em parte por uma série de compras recentes. O Sabadell já comprou vários bancos socorridos, ao longo dos últimos dois anos.

O lucro líquido do Bankinter, o sétimo maior banco do país, aumentou para 102,3 milhões de euros no primeiro semestre, de 22,64 milhões de euros no mesmo período do ano passado, impulsionado por resultados fortes nos negócios de banco privado, financiamento corporativo e seguros. O banco disse que o resultado foi o maior em três anos.

Os resultados dos bancos espanhóis estão melhorando principalmente devido ao fato de eles estarem reservando uma proporção menor de seu capital neste ano para cobrir empréstimos ruins. Os bancos da Espanha foram forçados a fazer enormes provisões no ano passado para cobrir suas grandes carteiras imobiliárias, como parte de uma limpeza no setor conduzida pelo governo.

Apesar da melhora dos lucros, todos os três bancos reportando aumentos dos empréstimos ruins, embora o Bankinter continue de longe o menos problemático. Sua taxa de empréstimos inadimplentes ficou em 4,6% no primeiro semestre, ante 3,95% um ano antes. No Bankia, os empréstimos ruins somaram 19,31 bilhões de euros, ou 13,4% do total de empréstimos em circulação. No Sabadell, a taxa de empréstimos inadimplentes subiu para 10,6%, de 7,82%. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
BankiaSabadell

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.