Baosteel aumenta preços do aço para março--fontes

O maior grupo siderúrgico da China, Baosteel, elevou os preços de laminados a quente e a frio de março em 300 iuans (43,91 dólares) a tonelada. A alta faz os preços alcançarem os maiores níveis desde novembro de 2008, afirmaram duas fontes da indústria nesta sexta-feira.

REUTERS

12 de fevereiro de 2010 | 09h23

Os laminados a quente e a frio agora custam 4.642 iuans e 5.826 iuans por tonelada, respectivamente, ou 5,4 e 7 por cento mais altos, segundo cálculos da Reuters.

O aumento dos preços da siderúrgica, considerada um termômetro da indústria, sugere que a confiança da companhia de que os custos crescentes com matérias-primas poderão ser absorvidos pelos clientes, uma preocupação importante diante de um aumento nos estoques.

A Baosteel surpreendeu o mercado no mês passado ao suspender aumentos de preços para fevereiro. A decisão, junto com incertezas sobre o cenário econômico da China em 2010 e medidas de restrições pelo banco central do país, fizeram os preços do aço nos mercados à vista e futuro enfraquecer.

(Por Rujun Shen, Shao Xiaoyi e David Stanway)

Tudo o que sabemos sobre:
SIDERURGIA, BAOSTEEL*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.