Baosteel comprará 15% de mineradora australiana Aquila

A maior siderúrgica da China, Baosteel, acertou um acordo para investir 240 milhões de dólares em uma participação de 15 por cento na produtora australiana de minério de ferro Aquila Resources, ressaltando o grande apetite chinês por ativos australianos.

REUTERS

28 de agosto de 2009 | 08h40

O acordo foi fechado em um momento de tensão entre a Austrália e seu maior parceiro comercial. Um executivo australiano do setor de mineração foi acusado de espionagem comercial, Pequim cancelou uma visita à Austrália e fim de um investimento de 19,5 bilhões de dólares.

Mas analistas esperam que a operação anunciada nesta sexta-feira seja aprovada por autoridades australianas já que dará à empresa estatal chinesa apenas 15 por cento da Aquila.

O acordo, que fez as ações da Aquila dispararem 11 por cento, para perto da máxima em 10 meses, dará à Baosteel direito de investir diretamente e co-desenvolver a maior parte dos projetos da mineradora e dará à empresa australiana acesso à empréstimos baratos de bancos chineses.

(Por Saeed Azhar)

Tudo o que sabemos sobre:
SIDERURGIABAOSTEELMINA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.