Basa, BNB e Eletrobras podem transferir ações para fundo

O Ministério da Fazenda autorizou a transferência para o Fundo de Garantia de Operações de Crédito Educativo (FGEDUC) de até 1.048.913.630 ações ordinárias do Banco da Amazônia (Basa), de até 30.219.768 ações ordinárias do Banco do Nordeste do Brasil (BNB) e de até 37.572.730 ações ordinárias da Eletrobras, "excedentes ao necessário à manutenção do controle na União". A decisão consta de despacho assinado pelo ministro Guido Mantega publicado nesta quinta-feira, 17, no Diário Oficial da União (DOU).

LUCI RIBEIRO, Agencia Estado

17 de abril de 2014 | 10h05

"O valor da subscrição será definido tomando-se por base a média ponderada, pelo volume, das cotações diárias médias das ações negociadas na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), utilizando como período de cálculo o mês calendário anterior à assinatura do instrumento de subscrição", diz o documento.

Tudo o que sabemos sobre:
BasaBNBEletrobrasFGEDUC

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.