Basf prevê crescimento do lucro em 2010

A alemã Basf previu melhora no lucro operacional neste ano, por conta da frágil recuperação no volume de vendas nos segmentos de químicos e plásticos, após reportar resultados superiores ao previsto no último trimestre.

REUTERS

25 de fevereiro de 2010 | 11h32

A maior fabricante química do mundo informou que o seu Ebit (sigla em inglês para lucro antes de juros e impostos) ajustado quase triplicou, chegando a 1,48 bilhão de euros (2,01 bilhões de dólares), por conta da forte demanda na Ásia, assim como os negócios de produtos químicos essenciais e plásticos, disse a empresa nesta quinta-feira.

O número reportado supera os 1,27 bilhão esperados pela média de pesquisa feita pela Reuters e coroa quatro trimestres de resultados que superaram as estimativas, com a empresa se recuperando da crise econômica que atingiu seus clientes --montadoras e construtoras-- de maneira particularmente forte.

As norte-americanas Dow Chemical e DuPont, as duas principais rivais da Basf, também mostraram resultados melhores que o esperado, por conta, principalmente, da redução de custos e recuperação da demanda na Ásia.

As vendas no quarto trimestre subiram 7,9 por cento para 13,17 bilhões de euros, um pouco acima da previsão dos analistas.

O Ebit deve melhorar de forma significativa este ano, se comparado à crise de 2009, quando a margem operacional teve o menor resultado em oito anos, disse a Basf.

Tudo o que sabemos sobre:
EMPRESAS, BASF, RESULT*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.