Basileia aprova venda do Sarasin para o Grupo Safra

O Grupo Safra, dono do Banco Safra, informou nesta segunda-feira que recebeu todas as aprovações necessárias das autoridades fiscalizadoras na Basileia para adquirir a participação majoritária do banco suíço Sarasin, que pertencia ao holandês Rabobank. A expectativa é de que a transação seja concluída em 31 de julho.

AE, Agencia Estado

30 de julho de 2012 | 16h29

O processo de compra teve início em novembro do ano passado, quando o Safra ofereceu cerca de US$ 1 bilhão pelo Sarasin. Entretanto, o valor final da transação não foi revelado.

Em nota, o vice-presidente do J.Safra Holding AG, Jacob J. Safra, ressaltou que as relações comerciais do banco suíço de private banking "estão em grande sintonia" com a tradição do Safra e que a gestão do Sarasin permanecerá. "Estamos muito felizes pelo fato de que todas as aprovações necessárias já foram obtidas. Isso deixa o caminho livre para a conclusão da transação. Confiamos na equipe de gestão liderada por Joachim Straehle e no potencial em longo prazo da estratégia de negócios do Sarasin, além de reconhecer o valor da marca Sarasin", afirmou o executivo no comunicado.

Tudo o que sabemos sobre:
SafraSarasinaquisiçãoaprovação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.