BB Corretora lucra R$ 217,8 milhões no 3º trimestre

O lucro líquido ajustado da BB Corretora, empresa da BB Seguridade que faz a intermediação de negócios de seguros, totalizou R$ 217,8 milhões no terceiro trimestre deste ano, aumento de 35,3% na comparação com o mesmo intervalo do ano passado. Considerando itens extraordinários, o crescimento foi de 194,4%.

ALINE BRONZATI, Agencia Estado

11 de novembro de 2013 | 09h13

O desempenho no terceiro trimestre foi influenciado, conforme explica a companhia em relatório que acompanha suas demonstrações financeiras, pelo crescimento das receitas com corretagem que totalizaram R$ 425,5 milhões ao final de setembro. O montante é 28,9% superior ao visto em um ano. Na comparação trimestral, porém, foi registrada queda de 4,8%.

"O crescimento observado foi sustentado pela evolução dos negócios das coligadas BB Mapfre 1 (vida, habitacional e rural) e Brasilcap (capitalização), que representaram 55,4% e 15,4% das receitas totais da BB Corretora, respectivamente", explica a BB Seguridade.

As receitas da BB Corretora cresceram em todas as linhas de negócios com exceção da Brasilprev (previdência privada). Esses ganhos foram 7,2% menores no terceiro trimestre deste ano ante 12 meses e 40,6% inferiores em relação ao segundo. A companhia informa que a menor arrecadação com planos de previdência privada no período decorreu da volatilidade no mercado de juros futuros nos primeiros trimestres de 2013. Isso afetou, conforme a BB Seguridade, a rentabilidade de alguns investimentos, dentre eles os de previdência privada.

A margem líquida da BB Corretora alcançou 51,2% de julho a setembro, alta de 2,4 pontos porcentuais ante o indicador visto em 12 meses. A BB Corretora possui contrato de exclusividade com o Banco do Brasil para a exploração do canal bancário. Desde fevereiro, a relação do BB, da sua corretora e demais coligadas da BB Seguridade passou a ser regulada por novos acordos que ajustaram a corretagem paga pelas empresas da holding. Foi revogado o ressarcimento feito ao BB pelo compartilhamento da base de clientes, porém, a BB Corretora continuará ressarcindo o banco pelas despesas incorridas pelo processamento de vendas efetivadas.

Tudo o que sabemos sobre:
BB Corretorabalanço3º trimestre

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.