BB deve assinar em 60 dias acordo para atuar na África

O presidente do Banco do Brasil (BB), Aldenir Bendine, disse hoje, em café da manhã com jornalistas, que em 60 dias deve ser assinado um acordo com o Banco Espírito Santo (BES) para dar início à operação em conjunto na África. Segundo ele, os primeiros países onde o BB deve iniciar operações em parceria com o BES devem ser Angola e Cabo Verde. Bendine também mencionou Moçambique como um país que está no radar.

FÁBIO GRANER, Agencia Estado

20 de janeiro de 2011 | 11h41

O executivo explicou que a atuação será em todo o mercado bancário, incluindo o varejo. Ele afirmou que a África tem sido alvo de interesse de todo mundo, por ser um continente em expansão. A definição da atuação do BB naquele continente segue algumas premissas, como a presença de companhias brasileiras e o fluxo de comércio com o Brasil.

Ainda sobre a internacionalização da instituição, Bendine disse que o BB está muito próximo de fechar a compra de um banco de pequeno porte nos EUA, que opera em um estado com maciça presença de brasileiros. A compra deve ocorrer ainda no primeiro trimestre deste ano, possivelmente no fim de janeiro. Ele explicou que, de uma seleção prévia de 17 bancos que atendiam à expectativa do BB, foram escolhidos três. A partir daí, foi definido o banco que será adquirido em breve.

Sobre a atuação na América Latina, o presidente do BB se disse satisfeito com a aquisição do Banco da Patagônia, na Argentina. A ideia é continuar avançando na região. Bendine informou que o BB está avaliando uma participação no chileno Corpbanca.

Tudo o que sabemos sobre:
bancoBBÁfricaBESacordoBendine

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.