BB deve encerrar ciclo de compras com Banestes e BRB

O presidente do Banco do Brasil, Antonio Francisco de Lima Neto, afirmou hoje que o ciclo de aquisi??es da institui??o federal deve se encerrar com a conclus?o das negocia??es que envolvem o Banco do Estado do Esp?rito Santo (Banestes) e o Banco de Bras?lia (BRB). O executivo disse que o objetivo das aquisi??es feitas pelo BB foi preencher alguns "vazios" na oferta de produtos, citando como exemplo o financiamento de ve?culos, e elevar a participa??o de mercado no Estado de S?o Paulo - caso da Nossa Caixa. O apelo de BRB e Banestes ? seu mercado junto a servidores p?blicos, segundo ele.Lima Neto fez o coment?rio ao ser questionado sobre poss?vel interesse do BB no Banco do Estado do Rio Grande do Sul (Banrisul), que ele negou enfaticamente. "N?o houve negocia??o, n?o h? negocia??o sobre isso", frisou o executivo. Ao ser indagado sobre se o banco teve interesse no Banrisul, Lima Neto explicou que o BB nunca afirmou isso publicamente. Ele ponderou que o mercado deve ter relacionado potencial interesse no Banrisul ?s negocia??es do BB com outros bancos p?blicos. "N?s nunca negociamos nem fizemos nenhum movimento organizado em rela??o a isso", reiterou, antes de apresentar palestra em reuni?o-almo?o do Instituto Brasileiro de Executivos de Finan?as (Ibef) em Porto Alegre.Sobre o comportamento do cr?dito e o efeito da crise financeira mundial, Lima Neto disse que o ritmo de desembolsos do BB com recursos livre em mar?o est? em R$ 1,07 bilh?o por dia. Em janeiro e fevereiro, a m?dia havia ca?do para R$ 900 milh?es por dia, em um per?odo de sazonalidade mais baixa, observou o executivo. Em setembro do ano passado, a m?dia de libera??es foi de R$ 1,08 bilh?o por dia. Para o cr?dito rural, Lima Neto projetou opera??es de R$ 11,016 bilh?es em 2009, ante R$ 10,199 bilh?es em 2008.Ao abordar a preocupa??o do governo com a queda do spread dos bancos, Lima Neto disse que o objetivo ? implantar medidas estruturais que aumentem a competi??o no sistema financeiro. Ele citou, como exemplo, a possibilidade de transferir a conta sal?rio de funcion?rios de empresas privadas de uma institui??o para outra, benef?cio que chegar? aos servidores p?blicos em 2012. A queda do spread depende do ambiente de crescimento econ?mico, que ser? recuperado, e da continuidade de medidas como a ado??o do cadastro positivo de clientes, que est? pr?xima de ser aprovada pelo Congresso, segundo ele. Spread ? a diferen?a entre o custo pago pelo banco para captar recursos e o juro que ele cobra dos clientes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.