BB Mapfre prevê lançar ao menos dez produtos em 2014

O grupo BB Mapfre espera lançar neste ano no mínimo dez novos produtos nos segmentos de seguro popular, mais precisamente em microsseguros, e rural. Com um portfólio mais amplo, a seguradora quer seguir crescendo acima da média de mercado e se prepara para mudar para uma nova sede em 2015, em São Paulo.

ALINE BRONZATI, Agencia Estado

27 de fevereiro de 2014 | 16h40

"Queremos ampliar nossa atuação em regiões metropolitanas e rural. Vamos lançar praticamente um produto por mês em 2014", resumiu Marcos Ferreira, diretor presidente de auto e seguros gerais da companhia, em encontro com a imprensa nesta quinta-feira, 27.

Além dos novos produtos, cujos detalhes não foram revelados, a Seguradora BB Mapfre prepara ainda um plano de atuação em catástrofe na área de seguro de danos. O grupo já tem uma estrutura para casos como este, mas principalmente na região Sul do Brasil, mais sujeita a efeitos climáticos e onde a companhia tem participação relevante, o foco é ampliar e se preparar para eventuais acontecimentos. "Queremos expandir o plano de catástrofe para todo o portfólio de produtos", antecipa Ferreira.

Nova sede

Sobre a mudança para a nova casa, prevista para o primeiro trimestre de 2015, o diretor presidente do BB Mapfre informou que a sede terá mais de 22,6 mil metros quadrados e capacidade para mais de 2,5 mil pessoas. O local escolhido é a Chácara Santo Antônio e todas as empresas sob o guarda-chuva BB Mapfre devem mudar para o novo local, concentrando as operações em apenas uma unidade.

Com a mudança, a Mapfre Serviços Financeiros, que não faz parte da associação com o Banco do Brasil, deve voltar para o edifício Mapfre, localizado na avenida Nações Unidas. Além dela, as empresas que possuem como acionista somente a Mapfre também devem retornar ao edifício.

O Grupo BB Mapfre, que reúne as carteiras da bandeira Mapfre e dos produtos em parceria com o Banco do Brasil, apresentou lucro líquido recorrente de R$ 1,2 bilhão no ano passado, montante 32,3% superior a 2012. No critério não recorrente, a cifra ficou em R$ 1,4 bilhão, aumento de 58,5%. O resultado, conforme a companhia, foi beneficiado pela adesão ao Refis. Os prêmios somaram R$ 14 bilhões, alta de mais de 24% ante 2012.

Tudo o que sabemos sobre:
BB Mapfreprodutos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.