BC aprova aquisição de 49% do Panamericano pela Caixa

O Banco Central aprovou a aquisição de 49% do capital do Banco Panamericano pela CaixaPar, subsidiária da Caixa Econômica Federal. O aval da autoridade monetária era a última etapa para a conclusão do negócio. A partir de agora, a instituição federal passa a participar da administração da financeira do grupo Silvio Santos.

FERNANDO NAKAGAWA, Agencia Estado

20 de julho de 2010 | 16h08

Em nota distribuída à imprensa, a presidente da Caixa, Maria Fernanda Coelho, afirma que o início da gestão compartilhada vai permitir tirar proveito da sinergia entre as duas empresas, o que possibilitará às duas companhias expandir suas atividades.

Para a Caixa, será possível ingressar no segmento de leasing e ganhar mercado no financiamento de veículos. Também devem ser oferecidos produtos da Caixa aos clientes Panamericano, como conta corrente e cheque especial. Na financeira, deve ser oferecido crédito imobiliário da Caixa para clientes de menor renda. Há expectativa de que o banco de Silvio Santos possa gerar até R$ 5 bilhões em empréstimos nesse setor pelos próximos cinco anos.

Outro ponto positivo deve ser a possível melhora do rating do Panamericano, o que reduziria o custo de captação do banco no mercado. Se isso ocorrer, prevê o presidente do Grupo Silvio Santos, Luiz Sebastião Sandoval, o Panamericano pretende ingressar mais agressivamente no financiamento de carros novos. Outro projeto conjunto é oferecer leasing de equipamentos agrícolas e industriais para pequenas e médias empresas via Caixa.

Tudo o que sabemos sobre:
bancoPanamericanoCaixaBC

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.