BC da China vai impor política de compulsório favorável a crédito rural

O PBOC implementa taxas diferenciadas para o crédito rural em várias regiões do país desde 2010

Danielle Chaves, da Agência Estado,

21 de março de 2012 | 08h10

O Banco do Povo da China (PBOC, o banco central do país) anunciou que vai impor uma política de exigência de reservas "favorável" para algumas filiais do Agricultural Bank of China (AgBank), com efeito a partir de 25 de março, para ampliar os empréstimos para áreas rurais. Em um comunicado o PBOC informou que vai permitir que 565 filiais do AgBank no país que cumprem as metas do governo adotem uma taxa de compulsório que seja dois pontos porcentuais menor.

Não ficou claro quantas filiais já podem usar as taxas mais baixas, mas o PBOC disse que a medida vai aumentar o crédito bancário em 23 bilhões de yuans (US$ 3,6 bilhões) neste ano. Os depósitos compulsórios são o montante que os bancos precisam manter no banco central, em vez de transformar em empréstimos. O PBOC implementa taxas diferenciadas para o crédito rural em várias regiões do país desde 2010, para dar suporte à economia rural. As informações são da Dow Jones. 

Tudo o que sabemos sobre:
Chinacrédito

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.