BC da Espanha prevê PIB menor em 2010

Déficit orçamentário deve superar a meta do governo para os anos de 2010 e 2011

Ricardo Gozzi, da Agência Estado,

30 de março de 2010 | 09h57

O Banco Central da Espanha prevê que a recuperação econômica do país será mais fraca do que o esperado e que seu déficit orçamentário superará a meta do governo para os anos de 2010 e 2011. Em um documento que servirá de base para a elaboração do orçamento para o próximo ano, o BC espanhol calcula que o PIB do país encolherá 0,4% em 2010 para depois crescer 0,8% em 2011. Com relação ao orçamento, o BC prevê um déficit equivalente a 10,2% do PIB este ano e a 8,9% em 2011.

 

Sob pressão da União Europeia (UE) e do mercado para reduzir um déficit orçamentário que alcançou 11,2% do PIB em 2009, o governo do primeiro-ministro José Luis Rodríguez Zapatero havia prometido diminuir o déficit no orçamento para 9,8% do PIB em 2010 e para 7,5% em 2011, além de fazê-lo retornar, até 2013, ao limite de 3% do PIB exigido dos países que integram a UE. Esse cálculo prevê contração de 0,3% do PIB em 2010 e expansão de 1,8% do PIB em 2011.

 

O BC espanhol estima ainda que a fraca recuperação econômica continuará a custar empregos no decorrer deste ano e do próximo, levando a taxa de desemprego para 19,7% em 2011. A alta taxa de desemprego está minando os gastos dos consumidores, ao passo que os investimentos estão minguando após o colapso do setor de construção, que antes operava como motor da economia espanhola.

 

O PIB da Espanha está em contração por seis trimestres consecutivos, fazendo com que o país experimente um dos mais prolongados períodos de retração entre os países europeus. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
PIBEspanhaUniao Europeiadéficit

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.