BC encerra liquidação extrajudicial das empresas Oboé

O presidente do Banco Central (BC), Alexandre Tombini, declarou encerrada nesta quinta-feira, 13, a liquidação extrajudicial das empresas Oboé, que têm sede em Fortaleza. Com a decisão de Tombini, Luciano Marcos Souza de Carvalho fica dispensado da função de liquidante das companhias. Estavam sob liquidação as empresas Oboé Crédito, Financiamento e Investimento S.A., Oboé Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários S.A., Oboé Tecnologia e Serviços Financeiros S.A e Cia. de Investimento Oboé.

CÉLIA FROUFE E EDUARDO CUCOLO, Agencia Estado

13 de junho de 2013 | 19h28

As empresas tiveram a falência decretada em 21 de maio de 2013 pela 2ª Vara de Recuperação de Empresas e Falências da Comarca de Fortaleza. As informações foram divulgadas separadamente por empresa no BC Correio. A intervenção no Oboé havia sido decretada em 2011.

Tudo o que sabemos sobre:
BCempresas Oboéliquidação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.