BC português pede que bancos suspendam pagamento de dividendos

Objetivo é preparar instituições para as exigências mais duras impostas pelo acordo de Basileia 3 em meio à pressão de financiamento provocada pela crise

Danielle Chaves, da Agência Estado,

27 de janeiro de 2011 | 14h17

O Banco Central de Portugal pediu que os bancos do país suspendam o pagamento de dividendos para conservar capital enquanto se preparam para as exigências mais duras impostas pelo acordo de Basileia 3 e em meio à contínua pressão de financiamento provocada pelos problemas de dívida do país.

"O Banco de Portugal recomendou que os fornecedores de empréstimos retenham os lucros de 2010 para salvaguardar seus recursos e em preparação para novas exigências de capital determinadas por Basileia 3", afirmou um porta-voz do banco central.

O Banco BPI - o primeiro entre os três maiores de Portugal a anunciar seus resultados de 2010 - informou ontem que suspendeu seus dividendos para o ano. O presidente da instituição, Fernando Ulrich, disse que a decisão foi baseada na sugestão do banco central português e na própria avaliação do banco.

O lucro do BPI subiu 5,6%, para 184,8 milhões de euros, no ano passado, em comparação com 175 milhões de euros em 2009. Os concorrentes Banco Espírito Santo e Banco Comercial Português anunciarão seus resultados de 2010 em 31 de janeiro e 2 de fevereiro, respectivamente.

Os bancos portugueses têm resistido à crise global de forma melhor do que a maior parte dos concorrentes de outros países europeus, em boa parte porque o setor imobiliário de Portugal não enfrentou uma bolha como em outros locais - notadamente Irlanda e Espanha. Além disso, as carteiras de crédito dos bancos portugueses são mais diversificadas e estão cada vez mais expostas a mercados externos, em especial a economias emergentes da África.

No entanto, os contínuos limites ao financiamento e à liquidez e uma esperada desaceleração na economia portuguesa enquanto o governo impõe severas medidas de austeridade para controlar a dívida pública, vão prejudicar a receita e o capital dos bancos, segundo analistas. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
PortugalbancosBasileia 3BCdividendos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.