BCE é receptivo a plano da França para Grécia, dizem fontes

Segundo 'WSJ', autoridades da instituição simpatizam com plano de rolagem da dívida, caso a participação do setor privado seja voluntária

Regina Cardeal, da Agência Estado,

27 de junho de 2011 | 17h11

Autoridades do Banco Central Europeu (BCE) são receptivas a um plano de rolagem da dívida da Grécia apresentado pela França, assumindo-se que a participação do setor privado seja voluntária, disseram fontes ao Wall Street Journal.

Representantes de governos e bancos europeus se reuniram em Roma nesta segunda-feira, 27, para negociações sobre como estruturar a participação "voluntária" dos credores privados, sobretudo bancos, num plano de ajuda à Grécia. As discussões se concentraram na proposta francesa, apoiada pelo presidente Nicolas Sarkozy, para os bancos reinvestirem metade dos recursos dos bônus do governo grego que expirarem.

O BCE tem adotado uma posição pública de linha dura contra qualquer participação do setor privado que resulte num rating de default para a Grécia. Mas as autoridades parecem abertas para um acordo no qual os bancos concordem voluntariamente em comprar novos papéis da dívida grega quando os bônus existentes vencerem, sugerindo que um compromisso em linha com o que a França está propondo pode ser aceitável para o BCE. Uma porta-voz do BCE não quis comentar o assunto. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.